Saiba o que são plantas epífitas

Posted on

É bom que se lembre aqui, mais uma vez, a diferença fundamental entre plantas epífitas e parasitas.

As epífitas utilizam outras plantas apenas como apoio, sem em nada lhe prejudicar. Já as parasitas, sugam a seiva da planta que está em sua base e podem até causar a morte do outro vegetal. que vivem associados à um vegetal ou plantas que vivem sobre outra Animais e plantas epífitos podem ser parasitas ou não. Plantas como orquídeas e bromélias são do tipo epífitas que precisam se um suporte para poder crescer, esse caso específico de inquilinismo é chamado de epifitismo. Maio 2011 A DIFERENÇA ENTRE AS DUAS qual a diferença entre plantas epifitas e plantas parasitas Maio 2013 As epífitas são plantas que crescem as outras, para maior absorção de luz solar, mas não causam danos a estas. No tocante à sua estrutura, basicamente as plantas são formadas pela raiz (fixação e alimentação), caule (sustentação e transporte de nutrientes), folhas (fotossíntese), flores (reprodução) e frutos (proteção das sementes). Estrutura principal de uma planta angiosperma Algumas plantas possuem sementes, flores, e frutos, são divididas em angiospermas e gimnospermas.

Os platelmintos são animais exclusivamente parasitas, que vivem no exterior do corpo de seus hospedeiros. Você concorda com essa afirmação ? Justifique. ,citando exemplos

  • Eucariontes (núcleo organizado)
  • Autótrofos (produzem o próprio alimento)
  • Fotossintetizantes (produção da fotossíntese)
  • Pluricelulares (multicelulares)
  • Células formada por vacúolos, cloroplastos e celulose

Já as epífitas são plantas que se apoiam em outras plantas, todavia, sem causar-lhes danos, como as samambaias e os chifres-de-veado.

São plantas vasculares (presença de vasos condutores de seiva), que possuem raiz, caule, folha e sementes. As Angiospermas são plantas vasculares (presença de vasos condutores) que habitam diferentes ambientes e representam um grupo muito variado, composto de vegetais de pequeno e grande porte. São conhecidas como plantas parasitas de outros vegetais porque necessitam da seiva deles para sua nutrição. Há aproximadamente 300 espécies com essas características, algumas delas são: erva de passarinho, planta fantasma, visco, cipó dourado, dentre outras. Algumas espécies de plantas crescem naturalmente sobre outras plantas, mas isso não faz delas parasitas. NÃO CONFUNDA MAIS: Plantas parasitas são aquelas que retiram a seiva das plantas nas quais se fixam, prejudicando-as. Plantas epífitas são aquelas que crescem sobre outras plantas e não prejudicam suas hospedeiras. As epífitas desenvolveram esta adaptação de crescer sobre outras plantas, pois no interior da floresta elas não receberiam quantidade suficiente de água e luz para sobreviver. Muitas pessoas pensam que essas plantas são parasitas, porém, existem algumas diferenças entre parasitas e plantas epífitas.

Saiba o que são plantas epífitas

  • Plantas que Podem ser Usadas em Decorações

imagem de: efecade.com.br Parasitas são aquelas que se instalam sobre outra planta ou árvore e se alimentam de sua seiva.

imagem de: pixabay.com Já as epífitas, assim como as parasitas, vivem sobre outras plantas ou árvores. A samambaia, uma das plantas ornamentais mais populares, é um exemplo de planta epífita. Outra curiosidade interessante é que se somarmos todas as plantas epífitas da cidade, certamente, esta representará parte importante do verde urbano. Gostou de saber um pouco mais sobre parasitas e plantas epífitas? Plantas parasitas são organismos que vivem com outros aos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro, um processo conhecido por parasitismo. Epífitas são, são plantas sobre plantas, ou seja, plantas que vivem sobre outras plantas. Uma lenda muito difundida  mesmo entre aqueles que gostam da natureza é sobre as plantas que vivem nas árvores serem parasitas. Se somarmos todas as plantas epífitas da cidade, certamente representará parte importante do verde urbano e que devem ser protegidas e valorizadas no paisagismo. Como exemplos de plantas terrestres, temos a palmeira e a samambaia.Já as plantas aquáticas são aquelas que vivem dentro da água, como rios e lagos.

Como Vivem as Plantas Raflésia

  • voltar para Praias e Dunas

Em plantas parasitas, estas estruturas podem ser consideradas raízes ou caules que apresentam um grande grau de modificação.

O haustório é uma estrutura comum, a praticamente, todos os seres que actuam como parasitas, estando presente, por exemplo, nos fungos, líquenes e em algumas plantas epífitas. Plantas aéreas são plantas epífitas. Plantas epífitas* vivem sobre outras plantas, sem parasitá-las, apenas usando as outras como apoio. As plantas aéreas absorvem nutrientes pelas folhas e escamas prateadas, ao invés de pelas raízes. (Algumas plantas aéreas sequer tem raízes.) Plantas aéreas não sobrevivem no solo, mas definitivamente precisam de água! Tente usar água filtrada ou a água da chuva, pois a água da torneira tem cloro, que pode ser prejudicial para a planta. ☞ Você vai começar a notar que após a rega, as folhas da sua planta vão parecer mais duras, e um pouco mais escuras. Plantas aéreas produzem estacas, mudinhas que se distanciam da planta original.

Plantas epífitas e parasitas das árvores de rua do bairro do Ahu, Curitiba, Paraná (Brasil)

Plantas aéreas estão na moda e cada vez mais fáceis de encontrar em floriculturas.

As raízes aéreas de algumas plantas servem de raízes-escora para a sustentação, como, por exemplo, no milho. Raízes aquáticas Adaptações especiais Muitas adaptações são encontradas entre as epífitas, plantas que crescem sobre outras plantas, contudo, sem parasitá-la. A epiderme da raiz da orquídea, por exemplo, é pluriestratificada e, em algumas espécies, constitui o único órgão fotossintético da planta. Colônias de formigas vivem no interior das urnas e ajudam no suprimento de nitrogênio da planta. As plantas verdadeiramente parasitas desenvolvem raízes sugadoras (haustórios) que crescem para o interior do caule da hospedeira, indo buscar no floema, a seiva elaborada com os alimentos orgânicos que necessita. Adaptações para o armazenamento de alimentos As raízes, em sua maioria, são órgãos de armazenamento e, em algumas plantas, são especializadas para esta função. Modificações do caule e da folha Os caules de algumas plantas escandentes se enrolam ao redor da estrutura onde estão crescendo (caules volúveis). Outros exemplos de plantas com folhas suculentas são a “planta de gelo” (Mesembrysanthemum crystallinum), o saião (Sedum) e algumas espécies de Peperomia. Você sabia que as plantas epífitas, não são parasitas?

As epífitas são aquelas plantas que vivem sobre troncos de árvores, e são muito comuns nas florestas tropicais principalmente.

São exemplos de plantas epífitas, as bromélias, as orquídeas, as samambaias, as begônias, imbés, cactos entre outras. É interessante ressaltar isso de que as plantas epífitas não se alimentam da árvore na qual estão grudadas. Nas plantas “comuns”, que precisam estar na terra pra sobreviverem sim se alimentam pelas raízes, mas as epífitas não. Mais plantas de vó que são epífitas: dama-da-noite… … e cacto-sianinha… Tem tempo que não falo de sementes né? As raízes, por exemplo, possuem adaptações especiais para que a planta possa se desenvolver adequadamente. Tipos de raízes (adaptações radiculares): Raízes tabulares Possuem duas funções importantes na planta: ajudam na fixação ao solo, além de atuarem como raízes respiratórias. Raízes estrangulantes São comuns em algumas plantas epífitas. Estas raízes, que são aéreas, se desenvolvem em direção ao solo, envolvendo o tronco de outra planta (hospedeira). Raízes sugadoras São plantas parasitas que possuem raízes finas. Estas possuem a capacidade de penetrar no caule da planta hospedeira, a fim de extrair seus nutrientes (seiva). Já parasitas retiram nutrientes da plantas q estão, podendo deixa-las doentes, fracas ou até levar a morte. Já as plantas parasitas, não produzem tudo o que consomem, e puxam da planta atacada a seiva, utilizando-a como alimento. animais  que vivem associados à um vegetal ou plantas que vivem sobre outra planta, restinga, são as bromélias e orquídeas que vivem sobre plantas do estrato arbóreo ou As plantas parasitas são aquelas que se instalam sobre outra planta ou árvore e se alimentam de sua seiva. Já as plantas epífitas, assim como as parasitas, vivem sobre outras plantas ou árvores.