Tipos de parasitas intestinais humanos (Parte 2)

Posted on

O organismo do hospedeiro é o meio que o parasita utiliza para poder sobreviver e consequentemente concluir seu ciclo vital.

Parasito Obrigatório: é o parasita que não consegue viver fora do hospedeiro, por exemplo o vírus. Parasito Acidental: são parasitas que acidentalmente vive em um hospedeiro que não é usual, por exemplo: parasita Dipylidium caninum. Hospedeiro Definitivo: quando o parasita está abrigado em sua forma adulta ou em fase reprodutiva, onde ocorre reprodução sexuada. Ciclo heteroxênico: quando existe a participação de um hospedeiro intermediário, onde ocorre parte de seu ciclo. * Parasito Obrigatório: É o parasita que não consegue viver fora do hospedeiro. * Parasito Acidental: São parasitas que acidentalmente vive em um hospedeiro que não é o de costume. Um deles é o hospedeiro definitivo e os demais são considerados hospedeiros intermediários, para que os parasitos possam completar seu ciclo biológico. O que é um Parasito Acidental? O homem é considerado um hospedeiro acidental, sendo necessário alguns elementos para ocorrer a contaminação, como a presença do caramujo do gênero Lymnaea (hospedeiro intermediário), umidade e elevada e precipitação.

Tipos de parasitas em seres humanos

  • Nutrição - parasitos hematófagos - anticoagulantes.
  • Tipos de penetração - oral, cutânea e transplacentária.
  • Reprodução - aumento na reprodução de ovos, cistos ou outras formas infectantes para perpetuar a espécie.

Os parasitos obrigatórios são todos aqueles que, em qualquer momento de seu ciclo evolutivo, perecem se afastados do organismo do hospedeiro.

São exemplos desse tipo de parasito as pulgas, os piolhos e os mosquitos.O ciclo vital de um organismo parasito pode se desenrolar em um ou mais hospedeiros. Quando o ciclo evolutivo abrange mais de um hospedeiro, o parasito é denominado heteróxeno. Como corpo estranho que se instala e cresce nos tecidos humanos, o parasito começa a alimentar-se à custa do hospedeiro, metabolizando suas reservas nutritivas para cobrir as próprias necessidades metabólicas. Podemos também classificar um outro tipo de hospedeiro: o acidental. Ex: o hospedeiro do Ascaris lumbricoides é o ser humano Hospedeiro Definitivo: é o que apresenta o parasito em fase de maturidade ou em fase de atividade sexual. Podemos ter vários tipos de parasitos: Endoparasito: O que vive dentro do corpo do hospedeiro. Parasito Acidental: É o que parasita outro hospedeiro que não o seu normal. Parasito Facultativo: É o que pode viver parasitando, ou não, um hospedeiro (nesse último caso, isto é, quando não está parasitanto, é chamado vida livre). Conceitos básicos Parasito Hospedeiro Vetor Ambiente 3

Tipos de parasitas intestinais humanos

  • Ação traumática - o parasito promove traumas no hospedeiro, tanto na forma adulta como na fase larvária.

Ciclo O desenvolvimento de um parasito se dá pela instalação no hospedeiro.

A passagem de um hospedeiro para outro, durante o desenvolvimento do parasito obedece um programa regular de acontecimentos = Ciclo Biológico. Ciclo simples hospedeiro Relação sexual hospedeiro 17 Parasito acidental: é o que exerce o papel de parasito, porém habitualmente possui vida não-parasitária. Parasito facultativo: é o que pode viver parasitando um hospedeiro ou não, isto é, pode ter hábitos de vida livre ou parasitária. Resumo O parasita obrigatório, também conhecido como holoparasite , é um organismo que não consegue completar ou continuar seu ciclo de vida sem hospedeiro. O parasita facultativo é um tipo de parasita que é capaz de completar seu ciclo de vida mesmo sem um organismo hospedeiro. Figura 02: Parasito facultativo - Um fungo O parasitismo é uma relação simbiótica entre dois organismos, chamado parasita e hospedeiro. Um parasita obrigatório é estritamente dependente de um organismo hospedeiro para completar seu ciclo de vida e sobrevivência. Um parasita facultativo não depende estritamente de um hospedeiro para completar seu ciclo de vida.

A diferença entre hospedeiro e parasita

  • Endoparasitos - parasitas que vivem dentro do corpo do hospedeiro.

• • • - Parte de seu ciclo é de vida livre e parte dentro do hospedeiro.

Ex: brucelose - homem é o hospedeiro acidental. ANTROPOZOONOSE Doença primária de animais, que pode ser transmitida ao homem, Exemplo: brucelose, na qual o homem é um hospedeiro acidental. HOSPEDEIRO Organismo que alberga o parasito HOSPEDEIRO DEFINITIVO É o que apresenta o parasito em fase adulta ou em fase de atividade sexual. DOENÇA METAXÊNICA Parte do ciclo de um parasito se realiza no vetor, ou seja, o vetor não só transporta, mas é elemento obrigatório para maturação e/ou multiplicação do agente. Informações sobre os parasitas (características principais) Eles são considerados agressores, pois prejudicam o organismo hospedeiro através do parasitismo. Os cientistas que atuam nesta área estudam o ciclo de vida dos parasitas, doenças transmitidas, formas de combate aos parasitas humanos, genética e morfologia destes seres. Ex: brucelose, em que o homem é um hospedeiro acidental. •    Permanentes, requieren del huésped durante todo su ciclo evolutivo, por ejemplo Enterobius vermicularis, y la mayoría de los parásitos humanos Normalmente os parasitos são específicos dos hospedeiros, mas existem espécies de parasitas que conseguem se instalar em duas ou mais espécies de hospedeiros durante o seu ciclo de vida.

FASCÍOLA HEPÁTICA: O PARASITA ACIDENTAL DO HOMEM

Os parasitas obrigatórios são todos aqueles que, em qualquer momento de seu ciclo evolutivo, perecem se afastados do organismo do hospedeiro.

Conceito Relação ecológica desarmônica interespecífica (entre espécies diferentes) que ocorre entre um parasita (beneficiado) e um hospedeiro (prejudicado). Esta relação ocorre quando o parasita (animal ou planta) retira nutrientes de outro ser e pode até levar a morte do hospedeiro com o passar do tempo. Exemplos Quanto aos parasitas, podem ser classificados desta forma: – Ectoparasitas: vivem externamente no corpo do hospedeiro. CONCEITOS ECOLÓGICOS ECOSSISTEMA  Unidade funcional básica representando uma comunidade ecológica ou um ambiente natural onde há um estreito relacionamento entre as espécies animais, vegetais e minerais. CONCEITOS PARASITOLÓGICOSAntropozoonose  Doença primária de animais, que pode ser transmitida ao homem. CONCEITOS PARASITOLÓGICOSHabitat  É onde o parasito vive (órgão ou tecido do corpo onde tem predileção). CONCEITOS PARASITOLÓGICOSINFECÇÃO  Penetração e desenvolvimento do agente infeccioso no corpo do hospedeiro. CONCEITOS PARASITOLÓGICOSCICLO BIOLÓGICO HETEROXÊNICO CICLO BIOLÓGICO MONOXÊNICO CICLO BIOLÓGICO ERRÁTICO 17 CONCEITOS PARASITOLÓGICOSPARTENOGÊNESE  Desenvolvimento de um ovo sem interferência da célula sexual masculina PATOGENICIDADE  Habilidade do agente infeccioso em provocar lesões. CONCEITOS PARASITOLÓGICOSVETOR  Artrópode, molusco ou outro veículo que transmite o parasito entre dois hospedeiros. Alguns parasitas, chamados monoxênicos(monóxenos), completam seu ciclo de vida em um hospedeiro. Dentre os exemplos mais comuns e próximos do ser humano está o do piolho que é um parasita que se alimenta de sangue do seu hospedeiro. Ectoparasitas – São os parasitas que vivem na parte externa do hospedeiro, dentre os exemplos podemos citar os piolhos, fungos, pulgas, carrapatos e outros. Parasito Obrigatório: Esse tipo de parasita não consegue sobreviver fora do hospedeiro, os vírus são um exemplo desse tipo. Parasito Acidental – Os parasitas que acidentalmente passam a viver num hospedeiro que não é o seu de costume. Ação Tóxica – Isso acontece quando os parasitas produzem substâncias tóxicas como enzimas, por exemplo, ou mesmo metabólitos que podem ser tóxicos e causar lesões ao seu hospedeiro. Anóxia – Esse tipo de ação acontece quando os parasitas consomem oxigênio presente nas hemoglobinas do hospedeiro, isso pode chegar a causar anemias. Esse parasita causa uma doença conhecida como Ascaríase, em definição popular isso é chamado de lombriga.