COMPOSIÇÃO PARA CONTROLE E PREVENÇÃO DE PARASITAS EM BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS (Parte 1)

Posted on

São parasitas dos canais biliares de bovinos, ovinos, caprinos, suínos, equinos e, raramente, do homem, sendo mais comum nos ruminantes.

F. hepatica é um trematódeo encontrado no fígado e canais biliares de animais de sangue quente, ocorrendo em ovinos, caprinos, bovinos, búfalos, suínos e em seres humanos. Em bovinos de corte, o teste é feito com a aplicação de tuberculina PPD bovina em animais de idade igual ou superior a seis semanas de vida. Isto ocorre devido à baixa imunidade (defesa natural) que animais como Ovinos e Caprinos possuem contra infestações por Vermes. Ciclo evolutivo: Ciclo de vida No ambiente: Quadro clínico geral Anemia e mucosas pálidas Diagnóstico História clínica; Sintomas e lesões; OPG e coprocultura; Gênero Trichostrongylus gr. Brucelose Doença causada por germes do gênero Brucela que provoca abortos em bovinos, suínos e caprinos e que também atinge o homem, o cavalo, os ovinos e até os cães. Nematódeos de ruminantes em pastagem com diferentes sistemas de pastejo com ovinos e bovinos. A principal espécie causadora é a Cochliomyia hominivorax, é classificada como agente causador de Miíase Secundária obrigatória em animais vertebrados, infestando principalmente bovinos, caprinos, ovinos. É uma zoonose (doença que é transmitida dos animais para o homem) de distribuição mundial que afeta o sistema reprodutivo dos animais (bovinos, ovinos, caprinos, suínos, equinos e cães). Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina (CIB) A Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina, também conhecida por “olho branco”, é a doença ocular mais importante dos bovinos.

Saiba mais sobre “Parasitas Domésticos e Tropicais de Humanos e outros Animais 50 lâminas preparadas para microscópio MG3900” pelo telefone (11) 4722-4184 ou

  • Infecção mais comum em fêmeas jovens;
  • Pode ocorrer hipobiose sazonal (climas temperados) ou associada à resposta imunológica;
  • Acomete animais com acesso ao pasto ou mantidos em baias com palha.

Enterotoxemia É uma doença de bovinos, ovinos e caprinos, de alta mortalidade, causada pelas toxinas da bactéria Clostridium perfringens tipo D, também conhecida como Doença de Rim Polposo.

Acomete todos os animais domésticos biungulados (duas unhas): bovinos, ovinos, caprinos e bubalinos, além dos animais selvagens, como: veados, capivaras, porcos do mato, etc. Uma característica epidemiológica importante da doença é que ela ocorre quando há ovinos, gnus e provavelmente outros ruminantes selvagens em contato com bovinos. Acomete diversas espécies animais, inclusive o homem, porém ruminantes parecem ser mais suscetíveis. A doença na forma nervosa é observada esporadicamente em bovinos, ovinos e bubalinos a campo e, em alguns casos, quando animais estão recebendo silagem. O parasito pode ser encontrado em vários tecidos, principalmente no cérebro das espécies infectadas, como bovinos, cães, ovinos, equinos e caprinos. Geralmente, em casos mais graves e quando não se faz um controle efetivo da afecção, os animais apresentam emagrecimento, pelos secos e arrepiados, anemia, fraqueza e perda de apetite. Bovinos, Equinos, Ovinos, Caprinos, Suínos e Aves Parasiticida de ação sistêmica para uso interno e externo. Neguvon® é indicado para o tratamento de bovinos, equinos, ovinos, caprinos, suínos e aves contra parasitas externos e internos. Em bovinos, ovinos e caprinos, tratar por via oral somente animais em regime de pasto.

POSSO APLICAR FRONTLINE® TRI-ACT A OUTROS ANIMAIS PARA ALÉM DOS CÃES?

  • Hospedeiros: Bovinos, ovinos e caprinos.
  • Localização: Abomaso.
  • Dimensão: Macho: 6,5 a 7,5mm,

Fazem parte do grupos de parasitas de maior prevalência nos equinos, sendo que cerca de 80% dos nematoides encontrados no intestino grosso fazem parte desta gênero.

Método de controle da anemia em ovinos e caprinos vem sendo trabalhado na UFPR. Dos vermes que parasitam caprinos e ovinos, destaca-se o , que geralmente está presente em 100% dos animais do rebanho e representa no mínimo 80% da carga parasitária. O pastejo misto e/ou alternado de caprinos ou ovinos jovens com bovinos adultos ou equinos, visa utilizar bovinos e equinos para descontaminar a pastagem para os ovinos e caprinos. Quem visitar o estande da companhia poderá conhecer também os endectocidas Cydectin, Onyx (formulados com moxidectina), e a linha completa de produtos Zoetis para bovinos, equinos, ovinos e caprinos. O aparecimento de doença, em caprinos e ovinos ou em qualquer outro animal, resulta do desequilíbrio da interação entre o agente etiológico, o hospedeiro susceptível e o ambiente. 3 - Se possível, dividir as pastagens entre bovinos, equinos, ovinos e caprinos, aumentando o pisoteio, para liquidar os ovos ainda no chão. A Fasciolose é uma doença que afeta comummente o fígado (Figura 2), nomeadamente os ductos biliares, dos ruminantes, especialmente ovinos, caprinos e bovinos (Gracey et al, 1999). Borgal de interno, com aplicação em bovinos e suínos pelas vias intravenosa, intramuscular ou subcutânea; nos equinos, ovinos e cães pelas vias intravenosa ou intramuscular e em aves, aplicação intramuscular. Ocorre em todos os animais domésticos, porém é mais comum em caprinos, ovinos e bovinos.

Uso da bananeira (Musa spp.) no controle de parasitas de animais domésticos: do empirismo à ciência

  • Bovinos
  • Equinos
  • Suínos
  • Ovinos
  • Caprinos

O ciclo dе vida deste hospedeiro é direto, apresentando um período dе desenvolvimento nо hospedeiro, chamado dе fase parasitária е outra nо ambiente, chamado dе vida livre.

Os caprinos são considerados, dentre os ruminantes domésticos, como os animais mais susceptíveis aos nematóides gastrintestinais, dessa forma, estes são considerados o maior problema sanitário e econômico da caprinocultura. Eles têm vida livre e são encontrados na água doce ou salgada ou ainda em terra úmida; alguns são parasitas, causando doenças em seres humanos e em outros animais. O ciclo de vida deste hospedeiro é direto, apresentando um período de desenvolvimento no hospedeiro, chamado de fase parasitária e outra no ambiente, chamado de vida livre. Os animais portadores de carga parasitária elevada podem apresentar anemia severa e os casos de mortalidade de ovinos causados pela hemoncose são relativamente comuns. Tanto caprinos quanto ovinos apresentaram nas coproculturas maior prevalência (44-94%) de nematódeos do gênero sp., com crescimento acentuado da participação de sp. Como os animais resistentes apresentam carga parasitária reduzida, eliminam número pequeno de ovos de nematódeos para o ambiente o que resulta em menor contaminação da pastagem por larvas infectantes. - Filo Nematohelminthes ou nematódeos: vermes com corpo cilíndrico e alongado, simetria bilateral, com formas de vida livre ou parasitas de animais e plantas. Levamisole: 2,3,5,6,tetra-hidro-6-fenilimidazoo{2,1-b}tiazol ESPECTO ANTI-HELMÍNTICO O levamisole possui atividade sobre estágios adultos e imaturos em desenvolvimento de nematódeos gastrinstestinais e pulmonares de ruminantes, suínos, equinos e aves. Cães em fase de lactação podem infectar-se ao ingerirem larvas durante as três primeiras semanas de vida, neste caso as larvas vão direto para o intestino.

EFICÁCIA DO FOSFATO DE LEVAMISOL EM NEMATÓDEOS GASTRINTESTINAIS DE CAPRINOS E OVINOS

Dos espécimes coletados em caprinos e ovinos, constatou-se uma diferença significativa na ocorrência dos piolhos mastigadores e entre as duas espécies animais, sendo os caprinos significativamente mais infestados (P<0,05) ( ).

Isso significa que a maioria desses animais estão adquirindo a infecção ainda como bezerros (primoinfecção precoce durante a fase mais resistente às plasmoses). Noutras espécies, como equinos, bovinos, suínos, ovinos, caprinos podem Espectro de ação: O Levamisol® possui atividade sobre estágios imaturos e maturos em desenvolvimento de nematódeos gastrointestinais e pulmonares de ruminantes, especialmente bovinos. Efeitos tóxicos: Não são descritos efeitos tóxicos em ruminantes, somente em equinos, cães e gatos, o que indica a seguridade desse medicamento para o uso em bovinos. Quando chegam ao estômago, essas larvas instalam-se e se desenvolvendo até a fase adulta, quando liberam seus ovos no ambiente junto com as fezes dos animais parasitados. A fase de vida livre é caracterizada pelo desenvolvimento dos ovos até larvas infectantes e ocorre nas pastagens. Caprinos e ovinos infectados podem apresentar quadros assintomáticos e permanecem como portadores, capazes de disseminar a doença para outros animais saudáveis. A infecção do hospedeiro definitivo (representado por bovinos, ovinos e caprinos) ocorre pela ingestão dos ácaros portadores das larvas de durante o pastejo (URQUHART et al., 1998). A podridão dos cascos é contagiosa e causada por várias bactérias encontradas no solo ScrapieScrapie é uma doença neurodegenerativa fatal que ocorre em ovinos e caprinos.

COMPOSIÇÃO PARA CONTROLE E PREVENÇÃO DE PARASITAS EM BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS

A fase de vida livre inicia-se com a queda das fêmeas ingurgitadas e culmina quando as larvas eclodidas encontram um hospedeiro.

Fase de vida livre A fase de vida livre inicia-se com a queda de fêmeas ingurgitadas “teleóginas” e culmina quando as larvas eclodidas encontram o hospedeiro. As larvas rabditóides no ambiente também podem transforma-se em machos ou fêmeas adultos de vida livre, realizando vários ciclos no solo até produzirem larvas filarióides de penetração cutânea (ciclo indireto). Os animais portadores de carga parasitária elevada podem apresentar anemia e edema submandibular e os casos de mortalidade de ovinos causados por esse parasita são relativamente comuns.